filmes e tv.

poemas para apaixonados.

Estou apaixonada. Pela vida e por pessoas. Estou apaixonada e finalmente consigo escrever novamente. Estou apaixonada e consigo ler poemas românticos sem me derramar em lágrimas pensando que o amor não existe. É claro que o amor existe! “Isn’t everything we do in life a way to be loved a little more?”

poemas escolhidos;

[Lispector – Água Viva]

Mesmo para os descrentes há o instante do desespero que é divino: a ausência do Deus é um ato de religião. Neste mesmo instante estou pedindo ao Deus que me ajude. Estou precisando. Precisando mais do que a força humana. Sou forte mas também destrutiva. O Deus tem que vir a mim já que não tenho ido a Ele. Que o Deus venha: por favor. Mesmo que eu não mereça. Venha. Ou talvez os que menos merecem mais precisem. Sou inquieta e áspera e desesperançada. Embora amor dentro de mim eu tenha. Só que não sei usar amor. Às vezes me arranha como se fossem farpas. Se tanto amor dentro de mim recebi e no entanto continuo inquieta é porque preciso que o Deus venha. Venha antes que seja tarde demais. Corro perigo como toda pessoa que vive. E a única coisa que me espera é exatamente o inesperado. Mas sei que terei paz antes da morte e que experimentarei um dia o delicado da vida. Perceberei – assim como se come e se vive o gosto da comida. Minha voz cai no abismo do teu silêncio. Tu me lês em silêncio. Mas nesse ilimitado campo mudo desdobro as asas, livre para viver. Então aceito o pior e entro no âmago da morte e para isto estou viva. O âmago sensível. E vibra-me esse it.

Processed with VSCOcam with kk1 preset

A poesia de Marcelo Camelo além da música.

Marcelo Camelo é um homem aventureiro. Alma de passarinho. 
Mas isso pouco influencia na intensidade do meu amor por ele. 
Por causa dele, eu comecei a amar mais as pequenas coisas da vida, comecei a me preocupar menos com as opiniões que as outras pessoas têm a meu respeito, voltei a escrever e a ler mais – coisas que eu parei de fazer por causa da depressão. 
É por isso que sua arte é tão importante pra mim; porque ele é alguém que me faz esperar sempre mais de mim mesma, e não menos. 
Camelo tem um anjo ao seu lado, que é a Mallu, e eu sou eternamente grata a ela por estar fisicamente presente no seu dia a dia pra que ele se lembre sempre do quanto é amado nesse mundo. 

Talvez você o conheça por sua jornada com Los Hermanos. Mas o que você talvez não saiba é que ele é um ponto de apoio, inspiração e esperança para muitas pessoas hoje. Pessoas que escondem seus talentos, que escondem sua própria identidade e que não têm voz. 
Camelo, um ser genial e sensível, conquistou amigos e fãs tão preciosos quanto ele.

Sua voz sempre deixa meu espírito mais leve mas, além de músico, Marcelo nos presenteia com mais um dom: a fotografia, sua forma de expressar individualmente o mundo através de seus olhos.

as fotografias de Linda M.

Não quero que esse seja um daqueles textos que para falar sobre uma mulher precisa mencionar a priori com quem ela foi casada. Tal como acontece com Simone de Beauvoir ou Teresa, a namorada de Manuel Bandeira. Então, a priori e antes de mais nada, Linda foi, além de uma fotógrafa espetacular, editora da revista Rolling Stones, cantora e ativista pelos direitos dos animais. Ficou – mais – conhecida quando se casou com Paul McCartney, porém já era muito da maravilhosa antes mesmo de o conhecer.

Separei uma coletânea de suas fotos, que misturam os efeitos analógicos (talvez por isso seu trabalho me encante tanto) com um toque de natureza e amor familiar.

Auto-retrato.